Um pedido importante 🤍

dois minutos do teu tempo para apoiar com um testemunho.

A tua contribuição pessoal fará realmente uma grande diferença para mim!

O projecto da Serpente da Lua é inter e transdisciplinar 🫀um movimento orgânico de investigação-oração em compostagem e devir 🌞 uma peregrinação crua pela vida, pelas crenças e expectativas 🔥 um fluxo aberto de resgate e rendição ritual, em metamorfose e mudança de pele 🫀 o projecto da Serpente e da Lua é vulnerável e vivo, numa transformação e re-descoberta da contra-narrativa, dos limiares e dos ossos de quem sempre fomos 🔥 pertencemos aqui, juntos. 

Carolina Mandrágora

Carolina Mandrágora

Sensitive Artist & Illustrator

Encontro poucas pessoas que sejam uma referência para mim na maneira como caminham e comunicam com físico e metafísico. A Sofia para mim é uma delas, e a gratificação é que é portuguesa e é altamente acessível e humana. Do que leio, do que estudei, do que criamos juntas, do que conheço e testemunho, a sua humildade em questionar, desconstruir e sonhar, é inspiradora. Todos os temas que levanta são altamente relevantes e revolucionários. Não nos oferece fórmulas mágicas, mas aponta-nos por caminhos antigos, muitos deles silvosos e escuros, pouco caminhados por humanos contemporâneos, mas que são iniciáticos e regenerativos da terra e do coração. Não poderia aconselhar mais o trabalho desta Mulher.
Obrigada Sofia por tanto e por tudo.

Os testemunhos são tão cruciais para autores como eu que, sendo independentes, sem afiliação a nenhuma instituição ou organização, têm recursos bastante limitados. Como autora, dependo da profunda rede de apoiantes, como tu, para ajudar a espalhar a palavra. Num mundo de algoritmos e anúncios em constante mudança, o projecto da Serpente da Lua, depende do teu testemunho para divulgação. 

Por isso, se achaste algum dos livros impactante de alguma maneira, forma ou feitio, se te inspirou, se te fez questionar… Peço-te que dediques algum tempo a escrever um testemunho para me apoiar enquanto autora

Depois de enviar o testemunho, podes reservar um minuto para copiar e colar nas redes sociais, para que outros possam ver publicamente a tua opinião. A tua contribuição pessoal fará realmente uma grande diferença para mim! Fico à espera de ver o seu testemunho. Se tiveres quaisquer questões, dificuldades ou preocupações, contacta-me.

Sugestões para testemunhos

Um a dois parágrafos é um bom ponto de partida para a extensão. Os mais longos também funcionam. Os testemunhos também podem ser elaborados sob a forma de publicações em blogues. 

Eis algumas ideias sobre o que podes escrever: 

  • O que mais gostaste de aprender? Houve algum capítulo em particular que tenha sido mais memorável? Porquê? 
  • Como o livro se relacionou com a tua experiência pessoal? Outra forma de pensar sobre isto seria: porque é que te sentiste atraído para ler este livro e como o livro o levou numa viagem para além disso?
  • Como o livro te transformou, ou como pensas sobre alguns tópicos? Encontraste alguma coisa que te tenha tocado de forma inesperada? Houve alguma mudança durante ou após a leitura do livro? 
  • De modo geral, porque achas que este livro, é importante, especialmente nesta altura?

 

O Meu Testemunho ❤️

15 + 13 =

Anónimo

Anónimo

Olá Sofia, acabei agora mesmo a ler o teu livro “Um Lugar Feliz”….
Já há muito tempo que não chorava a ler um livro, jamais pensei que olhando a natureza ou imaginando-a, me fosse descobrindo…
A tua escrita é maravilhosa!
Parabéns! E Muito Grata por esta partilha de Saberes!

Joana Santos

Joana Santos

Este livro foi uma bênção muito grande, que acompanhou um caminho de mudança na minha percepção da vida… visão eurocêntrica, colonização e consciência selvagem uniram muitas “peças de puzzle” que vagueavam por meu corpo e mente. A ideia de imanência resgatou e ainda ressignifica aos poucos o meu sentimento de fé na vida, no complexo e tão simples ato de existir e ser parte de um ecossistema.

Uma narrativa especial, profundamente leve e desconcertante, uma viagem evolutiva… sendo a evolução para cima, para baixo, para dentro, para fora, em linhas de humildade e questionamento. Uma dança que nos atravessa!

Recomendo tanto esta pérola da Sofia!

Maria João Lucas

Maria João Lucas

Este livro fez as minhas delícias, fiquei encantada, não sei se pelas Mouras ;). Adoro histórias, estórias, contos, palavras, etc..
A história com que mais me identifiquei foi a última: A Rainha do Mar Poente. Ressoou vibrando dentro de mim, como mulher e rainha que sou, com as lágrimas salgadas como o mar, com as transformações que vou tendo ao longo dos ciclos, desde o seu início até ao seu encerramento. É uma viagem fora, lida, que me move para dentro, vivida, seguindo o sentido fluido da vida.
Antonella Vignati

Antonella Vignati

Comecei a ler este livro há meses. E só o terminei agora. Porque o fui saboreando, voltando para trás, re-lendo. Fui fazendo pausas para deixar sedimentar os convites, as evocações e os sonhos que surgiram depois de o ler.
É um livro tanto mais importante e urgente quanto menos imediato de entender, porque entender não é o verbo adequado. Implica o esforço de entrar num desfoque mental onde a lucidez e a verdadeira vista surgem. É uma exploração de significados estratificados no tempo, uma arqueologia dos mitos que evocam o tempo em que a humanidade sabia ser parte integrante do mundo natural, dos animais, das plantas, das pedras, dos agentes atmosféricos, das estações, dos ciclos da lua e de tudo o que vive e existe.
É um chamado ao regresso à Casa, ao sentido de pertença e união, pela desconstrução da hipertrofia mental que nos deixa isolados, impotentes mas destruidores.
Obrigada Sofia!

🌳 Estes vários livros são como vários territórios, lugares diferentes de resgate da polimorfa Imanência. 

Peregrinações caleidoscópicas em profundidade, às raízes da identidade moderna, em todos os seus preconceitos, intrínseca violência e absurdas limitações. Diferentes jornadas de amor pela poesia da complexidade, da diversidade e da metamorfose. Tecelagens de histórias vivas que nos recordam do que esquecemos, da sacralidade do chão e da Vida. Complementos ao vício da transcendência, em rigor e responsabilidade.