Sofia Batalha

Sofia Batalha

Mamífera, autora, mulher-mãe e tecelã de perguntas.
Desajeitada poetiza de prosas, sem conhecimentos gramaticais.
Peregrina pelas paisagens interiores e exteriores, recordando práticas antigas terrestres, em presença radical, escuta activa, ecopsicologia, arte, êxtase, e escrita.

O Programa intensivo de Imanência SelvagemDa Arte e Escrita dos paradoxos, limiares, vórtices e fractais é uma residência artística para desconstruir técnicas, materiais e expressões.

Programa intensivo de Imanência Selvagem

Da Arte e Escrita dos paradoxos, limiares, vórtices e fractais

Duas semanas com oportunidades únicas e exclusivas de trabalhar a identidade profunda que “é” e gera o mundo.

Lenta e porosamente incorporamos o lugar e a ancestralidade. Caminhamos em corpo presente e escuta radical.

Através de práticas e exercícios tomamos consciência da mutualidade híbrida dentro e fora de nós, experimentando outras linguagens e percepções. 

Permitimo-nos ser levados pelos ventos inspiratus, resgatando o daemon, o wyrd e el duende. Tecemos de novo relação recíproca com o nosso gémeo selvagem e os espíritos do lugar da mitologia ibérica, ecos de deuses ctónicos primordiais, numa jornada em Imanência e Katabasis.

Ligamo-nos intuitivamente à teia imaginativa liminal e relacional que nos envolve através de exercícios de escrita e arte. Emocionamo-nos perante a potência da vida, resgatando diferentes perspectivas. Adentramos num trabalho tanto individual como colaborativo, tanto em silêncio como em diálogo humano e mais que humano. Escrevemos com o corpo, em movimento espontâneo, orgânico e vivo, descobrindo paisagens esquecidas, exiladas ou negligenciadas.

Neste programa intensivo respiramos poesia e libertamo-nos da tirania da perfeição, do significado ou da harmonia. Abraçamos o que é com curiosidade, permitindo a revelação e a nutrição da alma, submergimos nas paisagens internas e externas, locais e sazonais, recolhendo pistas ancestrais de metamorfose.

Incluímos a arcaica geografia da morte, da incerteza e da vulnerabilidade, assim como os territórios desconhecidos, através de testemunhos, histórias e criatividade.

O programa inclui:

  • Opção Hibrida:
    • 4 encontros virtuais (zoom) de 2.30h (19.30-22h) – teórico-práticos
    • 1 encontro presencial ao longo de fim de semana completo em Sintra (10h-18h, sábado e domingo) – sem deslocações, estadia ou refeições incluídas.
  • Opção Full-Online:
    • 6 encontros virtuais (zoom) de 2.30h (19.30-22h) – teórico-práticos
  • Exercícios práticos em conjunto e individuais de expressão escrita verbal ou artística.
  • Convite a exercícios entre sessões.
  • Grupo Telegram para partilhas e dúvidas.

Material necessário

  • Computador e internet
  • Câmara e microfone
  • Lugar de expressão e materiais variados à escolha

Datas e locais

  • Junho – 13, 16, 20, 23 virtual – 2.30h (19.30-22h) + 25/26 presencial ou +28&30Jun virtual.

Valores

Valor final – 260€  (pago total) (Pago em 2x – 130€x2, Pago em 4x – 65€x4)

Objetivos do programa

  • Experimentar sem medo de errar.
  • Activar a criatividade fora da perfeição.
  • Arte como activismo de presença e responsabilidade.
  • Treinar a escuta e presença radicais – ouvir sem tentar responder, estar sem pressa.
  • Abrir espaço à intuição, criatividade e expressão da alma.
  • Acolher a sazonalidade pessoal.
  • Abraçar a hibridação de cada pensamento, sensação, emoção ou criação como um diálogo recíproco com o mais que humano.
  • Resgatar a arte como processo terapêutico de conexão profunda.

Temas do programa

  • São sessões vivênciais de histórias e propostas de exercícios, baseadas no corpo e no lugar que somos e habitamos.
  • Acordamos as várias inteligências: instinto, intuição e os sentidos.
  • Abrimos a possibilidade de aceder a outras percepções e diferentes perspetivas e formas de estar.
  • Falamos da mente selvagem, de animismo e xamanismo, das três almas e dos ancestrais, assim como do tempo orgânico e dos lugares.
  • Acordamos a sabedoria contextual, aquela que não vem em nenhum livro.