Homo Velox Laboris

Mineramos
Extraímos
Tiramos
Veloz e incansavelmente

Devoramos
Laboramos
Esforçamos
Produzimos
Cansamos

Tarefas
Ideias
Matérias

Sempre cada vez mais rápido
Devoramos mais fundo
Mais além
E aqui

Sempre em fuga veloz
Atarefados
Extinguindo a vida
Comendo tempo
E precisamos sempre de mais
E mais
E mais

Tique-taque

🌳 Estes vários livros são como vários territórios, lugares diferentes de resgate da polimorfa Imanência. 

Peregrinações caleidoscópicas em profundidade, às raízes da identidade moderna, em todos os seus preconceitos, intrínseca violência e absurdas limitações. Diferentes jornadas de amor pela poesia da complexidade, da diversidade e da metamorfose. Tecelagens de histórias vivas que nos recordam do que esquecemos, da sacralidade do chão e da Vida. Complementos ao vício da transcendência, em rigor e responsabilidade.