Sofia Batalha, a formadora

Coleção Casa Simbólica

Uma Casa Feliz

Curso de Feng Shui

O que é o Feng Shui?

Como se interliga com o trabalhar em casa?

Como poderemos beneficiar do uso do feng shui na casa de forma a potenciar os projectos profissionais.

 

Este artigo pretende fornecer algum contexto sobre a forma como podemos potenciar os nossos espaços para manter a produtividade e o foco no trabalho em casa.

 

Primeiro que tudo é preciso esclarecer que o Feng Shui é uma antiga arte milenar chinesa que vem da observação directa da terra. É muito experiencial e prática. Desde a antiguidade que todos os povos ao redor do globo criaram a sua própria versão de feng shui, ou seja, ferramentas de observação do seu contexto geográfico envolvente, que ajudam a encontrar o melhor local e a melhor altura para usufruir dele. Quer dizer que as regras do melhor local mudam consoante a geografia e a latitude de onde nos encontramos. Feng shui tem tudo a ver com a procura da melhor zona para prosperar, o que historicamente quer dizer estar protegido do clima e numa área segura de perigos. Portanto feng shui não tem nada de inatingível, é na verdade, algo inato em cada um de nós. Todos vimos codificados com as ferramentas e sensibilidade necessárias para procurar o melhor lugar, onde nos sintamos seguros e completos.

Claro que ao longo do tempo, o feng shui, codificado pela primeira vez há cerca de cinco mil anos, tem vindo a usufruir de muitas camadas de informação que assentam na cosmologia, ou modo de ver o mundo, específico de uma cultura em particular, a chinesa. E essa distância cultural e geográfica pode dar-nos de facto a sensação que o feng shui é algo distante, longínquo e que só alguns conseguem praticar.

No entanto o objectivo central do feng shui é tão simplesmente a avaliação e consequentes ajustes no nosso ambiente mais imediato. Hoje em dia passamos muito do nosso tempo dentro de casa e esta abordagem adaptou-se também ao interior, dando-nos ferramentas de harmonização dentro das paredes da nossa casa.

O feng shui traz consciência à forma como vivemos os nossos espaços, como os habitamos, como nos expressamos neles. Ao percebermos que realmente não somos, nunca, separados do nosso meio ambiente, começamos a perceber a realidade de uma forma mais interligada. O ambiente influencia-nos e nós influenciamos o que nos rodeia. Ao termos consciência desta profunda interligação passamos a ser responsáveis pela forma como vivemos as nossas casas, pois elas espelham as nossas vidas.

Ao usarmos o feng shui como ferramenta de interpretação da casa e da vida a nossa casa torna-se um local activo e dinâmico, onde podemos expressar, alinhar e concretizar as nossas intenções, ajudando a trazer essas materializações à vida também. Ajuda a percebermos as ansiedades e desafios expressados na casa e na vida, dando soluções de como os superar.

 

Então, segundo estes pressupostos, o feng shui é uma ferramenta preciosa de vida. Ainda mais quando aliamos o trabalho e projectos profissionais à casa, alojando lá a criação, planeamento e desenvolvimento de ideias e concretizações.

 

Há hoje muitas formas de trabalhar em casa: usando portáteis que nos permitem fazer quase tudo, mas também na cozinha (fazendo comida para fora, por exemplo), ou criando artesanato. Todas estas formas de trabalhar têm especificidades diferentes e requerem adequações específicas no espaço da casa.

 

Seguem-se nove sugestões para manter o foco e a produtividade ao trabalhar em casa:

 

  • Repense a posição do local de trabalho no espaço – Pode trabalhar numa mesa, num estirador, num fogão ou num tear. O importante é que encontre o melhor local para colocar o objecto do seu trabalho para que se mantenha focada e em fluxo. Para que a sua mente esteja activa e dinâmica, mas sem distrações. Evite, por isso, colocar-se em zona de passagem, de costas para portas, ou virada para a parede. Evite ter vigas ou móveis pendurados em cima da cabeça, pois pode criar preocupações ou ansiedade.
  • A mesa – Não tenha a sua mesa de frente para uma janela, pois os olhos tendem a distrair-se com tudo o que entra no nosso campo visual. Não coloque a mesa debaixo de uma janela, mas permita que a luz reflicta lateralmente.
  • Apoie-se – A cadeira no espaço de trabalho é muito importante, deve ser ergonómica e confortável. Não demasiado confortável para que mantenha a mente alerta. Deve ter costas altas e braços de apoio. Sente-se de costas para a parede de forma a ver a divisão onde trabalha.
  • Boa luz – Mantenha sua área de trabalho iluminada, aproveitando a luz solar natural ou usando lâmpadas brancas. Para manter um trabalho focado na ausência de luz natural, é melhor usar focos de luz de espectro total. Abra as janelas sempre que puder, deixe o ar fluir!
  • Limpar a desordem e organizar as suas coisas – Organize seus papéis, arquivos e fios. Mantenha a sua mesa organizada, assim como a área de trabalho, permitindo um fluxo livre de passagem. Diferencie a desordem do armazenamento. Os itens armazenados não precisam ser catalogados e rotulados, mas devem ser guardados num armário ou em dossiers para não impedir o fluxo de energia. Ao impedir a passagem impede o desenvolvimento e evolução de projectos e propostas.
  • Use decorações apropriadas – Todos os objetos têm influência sobre nós. As decorações na área de trabalho devem simbolizar os seus objetivos, desejos ou ambições. Não inunde o espaço com decorações ou obras de arte, permita sempre o espaço livre.
  • As cores – Não use cores extremas, use cores que permitam estar no espaço sem se cansar visualmente dele.
  • As plantas – Pode ter plantas que purificam o ar no seu espaço de trabalho em casa, tais como: bambu, árvore da borracha ou lírio da paz. Se recebe clientes no seu espaço pode também usar a espada de S. Jorge.
  • O acesso – Se possível use uma entrada separada para o seu local de trabalho em casa, ou use um quarto perto da porta da frente ou de trás da casa ou apartamento. Crie um pequeno ritual de transição no início e fim do seu dia de trabalho de forma a separar a vivência pessoal e doméstica da profissional e comercial.
  • Inspiração – Quer cozinhe, crie, projecte ou escreva, o seu local de trabalho deve ser inspirador, para que nos momentos mais desafiantes lhe sirva de base de motivação e perseverança! O que a inspira?

 

Artigo originalmente publicado na MAOMag – https://issuu.com/mulheresaobra/docs/maogazine-marco2019-ok