Assim como ancestralmente sentíamos a terra, com os seus ciclos de regeneração e alfabeto simbólico a cada planta, animal ou pedra, assim podemos voltar a sentir COM a nossa casa, o nosso canto sagrado, com tudo o que nela materializamos e criamos.

Sofia Batalha ~ Wu Mu