Sofia Batalha

Sofia Batalha

Élia Gonçalves

Élia Gonçalves

Iris Lican

Iris Lican

Encontros presenciais e online.

Diálogos mitológicos e ancestrais não como aquisição de saberes, mas como experiência empírica e subjetiva de como nos tocam as  relações orgânicas da teia da vida.

Desencantar as Mouras

Remembrar a Mitologia Infernal

  • 11 e 25 Janeiro – virtual – 2.30h
  • 8 e 22 Fevereiro – virtual – 2.30h
  • 1 de Março – virtual – 2.30h
  • 5 e 6 + passeio – Março fim de semana presencial em Sintra

Este é um ciclo de três meses de investigação imaginal sobre os espíritos do lugar ancestrais no nosso território.

A proposta de Desencantar as Mouras, Remembrar a Mitologia Infernal, é uma viagem de inspiração e investigação aos sopros ancestrais que compõem a Mitologia Ibérica. Estes sussurros arcaicos guardados nas histórias locais são chaves de sabedoria contextual, rica e diversa. Propomos uma viagem de alumbramento e revelação, uma investigação às profundezas dos tempos e dos lugares, um reencontro com os paradoxos abissais da vida, mas também uma busca por quem somos. Começamos e terminamos a meio, pois não há fim nem principio.

Sessão 1 – 11 de Janeiro – 2.30h

Tema: As Pedras

  • A colonização das Mouras – religiosidade e propriedade
  • Imaginação activa com a Pedra
  • Explanação dos recursos imaginativos para investigação
  • Várias inteligências
  • Diferentes formas de estar, ser e recriar o mundo
  • Não se trata de pureza mitológica!
  • As Mouras nas pedras – oralidade e histórias
  • O que dizem as pedras + proposta de trabalho de conhecer as rochas locais.

Sessão 2 – 25 de janeiro – 2.30h

Tema: As Águas

  • Imaginação activa com a Água
  • Registo artístico
  • Explanação do conceito de seres míticos guardiões de locais.
  • Espírito do lugar
  • Katabasis e mundos ctónicos
  • As Mouras nas águas – oralidade e histórias
  • O que dizem as águas + proposta de trabalho de conhecer as águas locais.

Sessão 3 – 8 de Fevereiro – 2.30h

Tema: Os Fios

  • Imaginação activa com os Fios
  • Registo artístico
  • Explanação do conceito das histórias que tecem e são tecidas.
  • O poder da oralidade e das narrativas orgânicas.
  • Contar as histórias em voz alta.
  • As Mouras e o Fio – oralidade e histórias
  • Exploração das mãos e do fio

Sessão 4 – 22 de Fevereiro – 2.30h

Tema: O Pente

  • Imaginação activa com o Pente
  • Registo artístico
  • A sedução, o encantamento como processo de desconstrução
  • Explanação do conceito da transmutação e metamorfose

Sessão 5 – 1 de Março – 2.30h

Tema: O carvão

  • Imaginação activa com o Carvão
  • Registo artístico
  • Explanação da ancestralidade selvagem
  • O trickster como lugar de paradoxo

Sessão 6 & 7 – 5 e 6 de Março – PRESENCIAL

Passeio de escuta e presença activa de manhã e de tarde tecer histórias.