O Feng Shui teve o seu início há mais de 5 mil anos na China.
Tendo como uma das suas bases a antiga cosmologia taoísta, esta abordagem a tudo o que nos rodeia, tem-se desenvolvido a par a sociedade principalmente patriarcal chinesa.
Apesar do símbolo de harmonia ser o yin-yang, onde as energias femininas e masculinas se fundem e se transformam numa unidade em equilíbrio, a abordagem que mais se desenvolveu foi a masculina.

Esta abordagem yang, consagra o praticante de Feng-Shui (ou Homem-Dragão), como um herói que encoraja os seus clientes a ter um papel passivo na análise e cura do seu próprio espaço. É enaltecido o poder do conhecimento secreto e oculto, não especificando ao cliente o porquê das curas aplicadas, ou de determinada conclusão.

Numa abordagem feminina existe uma aproximação interpessoal e bi-direccional, o cliente é incentivado a fazer parte da sua própria cura. Esta aproximação Yin é centrada em sensações corporais de instinto e intuição, onde é criada uma relação com o cliente, focando na cura de questões emocionais profundas.
É criado espaço e tempo para os processos pessoais de auto-conhecimento, purificação e aceitação.

No contexto patriarcal em que nos encontramos, onde a abordagem masculina é mais praticada a Serpente da Lua® pretende revitalizar e dignificar a abordagem feminina.

Não quero de todo dizer que uma abordagem é melhor que a outra. São essencialmente diferentes e ambas fazem parte do grande Todo, do grande ciclo de vida-morte-renascimento.

Não de esqueça de ver as novas PROMOÇÕES na LOJA! Ignorar