Sofia Batalha, a autora

Coleção Casa Simbólica

Uma Casa Feliz

Curso Feng Shui Lunar

Características da Casa da Imperatriz
  • Arquétipo de Luz – Relaciona-se com o mundo externo, com uma fase mais expressiva e de exteriorização, procurar o seu lugar e serviço ao mundo.

  • Mulher que deixa marca no mundo — procura desafios e sucesso, através de resultados, mestria, poder ou libertação.

  • A casa é – Um Palácio.

  • O tema desta casa é – a fama, a reputação, a iluminação, a maturidade, a realização, a concretização, a libertação.

  • Deusa associada – Hera, Rainha.

  • Cristal – Jaspe Vermelho.

  • Ponto cardeal – Sul.

Arquétipo da Imperatriz

O arquétipo da Imperatriz manifesta o seu poder, tomando conta e responsabilizando-se por tudo e por todos.

É auge da luz e do estar com outros. Representa uma mulher e não uma menina.

A energia está madura e completa, tal como um óvulo fértil na ovulação. Alimenta, nutre, mantém e fortalece o «eu» com criatividade. A comunhão, a receptividade e a cooperação estão em alta, à medida que estamos dispostas a encontrar-nos e a cocriarmos com outros. Mas também o controlo sobre a sua vida e o seu ambiente . Através da sua mestria e poder, a Imperatriz foca-se e responsabiliza-se pelos outros, com grande auto-sacrifício. Os projectos são naturalmente férteis nesta fase pois este arquétipo gosta de deixar a sua marca no mundo.

 

A casa da Imperatriz — O palácio

A casa da Imperatriz é um palácio, uma casa controlada, arrumada, clean e esteticamente apelativa. Uma casa grande, bem iluminada e arejada, onde cada pessoa e objecto tem o seu local e espaço. Apesar desta amplitude, é também uma casa com espaços privados e regras. Regras estabelecidas pela Imperatriz para organizar e controlar o espaço. Este arquétipo gosta de demonstrar o seu poder tanto em casa como no trabalho.

A Imperatriz pode ficar muito irritada com pequenos detalhes no seu espaço privado. Ela tem uma visão que gosta de ver cumprida. Quando algo sai da sua alçada, normalmente fica com a sensação de que «corre mal». Se algo se avaria na casa é logo arranjado.

A Imperatriz precisa de dar espaço a que as outras pessoas se expressem na casa. Apesar do seu zelo e visão, é importante que permita que os outros se manifestem no espaço, mesmo que não seja à sua maneira.

 

Texto adaptado do livro, Uma Casa Feliz, de Sofia Batalha