Sofia Batalha, a autora

Coleção Casa Simbólica

Uma Casa Feliz

Curso de Feng Shui no IMP

A Cama e Feng Shui

Relativamente ao tema a Cama e Feng Shui, este parece-me um tópico importantíssimo, uma vez que a Cama é das peças mais importantes da casa. Afinal, é na cama que passamos cerca de 1/3 da nossa vida!


É na cama que dormimos, descansamos, lemos, conversamos, partilhamos e envolvemo-nos física, emocional e espiritualmente com outra pessoa.

Um espaço íntimo e privado

Quando dormimos (bem) estamos a reciclar a nossa energia. Além disso, quando dormimos as nossas defesas. Por esta razão, é quando dormimos que somos mais frequentemente invadidos pelo inconsciente,  mas também mergulhamos nas metáforas e símbolos dos sonhos. Logo, é necessário que mais do que um meio para descansar, a cama seja um veículo para transformar o nosso qi pessoal para o dia seguinte. Como tal, também a nossa cama diz muito sobre nós.

Primeiramente, uma pequena reflexão: será que durmo bem ou mal? Tenho insónias ou pesadelos recorrentes? Quanto ao meu sono, é leve ou pesados? Enfim, tudo isto dá-nos pistas sobre a qualidade do qi no quarto e na cama.

 

6 questões a ter em conta:

  1. Espelhos que reflictam quem dorme – Os espelhos aceleram o qi, não deixando espaço para um sono profundo e reparador.
  2. Acumulação debaixo da cama – Não deixa o qi fluir livremente pela divisão, podendo mesmo, bloquear a fluidez do sono. E como um sono bloqueado se pode traduzir em sonhos “sempre iguais” ou imagens que se repetem infinitamente todas as noites, é de evitar.
  3. Camas de metal – O metal faz com que o qi acelere. Deste modo, acaba provocando um sono instável ou até insónias. Se dormir muitos anos numa cama de metal, pode causar danos na saúde, devido à instabilidade constante do qi na hora de dormir.
  4. “Não gosto da minha cama!” – Se dorme numa casa que não gosta, seja porque a acha feia ou desconfortável, mesmo que seja uma cama cara, na minha opinião, não faz sentido mantê-la!  
  5. Camas herdadas – De onde veio a sua cama e qual a sua história? Igualmente a ter em conta é se após uma separação, ainda continua a dormir na cama que partilhava com o/a ex. Em suma: é preciso pelo menos tentar saber a história da cama, de forma a evitar repetição de padrões.
  6. Camas sem cabeceira – Ter uma boa cabeceira é extremamente importante para um sono realmente reparador, pois ajuda a manter o equilíbrio.
  7. O que vejo quando estou deitada? – Uma parede branca? Uma janela? Um armário desarrumado? Um quadro do qual não gosto? Enfim, o que tenho em frente à cama reflecte o que pretende da sua vida. Por isso, é importante ter algo que a inspire.

 

Bons sonhos!