Foto Teresa(Aluna da ENFS e Curso de Aprofundamento em Feng Shui Lunar)
Aluna dos 3 anos do curso curricular no IMP. Actualmente uma das professoras da ENFS. Mulher que procura inspirada pela sua própria transformação vivêncial.

Nome: Teresa Borges de Sousa
Nome do projecto: Like Wind and Water
Website: facebook: Feng-Shui-Like-Wind-and-Water
Email: like.wind.and.water.pt@gmail.com

O que te fez interessar por Feng Shui?
Interessei-me por Feng Shui pela primeira vez em 1994, ao ler um pequeno apontamento num jornal que falava desta arte oriental. Tive uma sensação enorme de familiaridade e nunca me esqueci desse momento. A partir daí comprei alguns livros e comecei uma aprendizagem auto-didata.

Como foste seguindo os passos da formação? O que te fez sentido e o que não?
Só comecei a minha formação em escola em 2008, após um período de pausa de alguns anos em que mudei de cidade e fui mãe. Fiz o curso de 3 anos da Escola Nacional de Feng Shui e o facto de me ter tornado assistente e depois professora permitiu que aprofundasse muito algumas matérias. Apesar de gostar muito de ensinar os fundamentos e as partes mais clássicas, sinto maior afinidade com o Feng Shui contemporâneo, o qual está mais virado para as pessoas e é mais facilmente experienciável.

De que forma mudou a tua vida?
O Feng Shui tem feito parte activa da minha vida nos últimos seis anos e neste período a minha vida mudou muito e eu própria evoluí muito também. Diria que o Feng Shui tem sido sobretudo uma ferramenta de desenvolvimento interior, uma forma de poder ‘espreitar’ para dentro de mim.

Queres partilhar alguma história sobre a aplicação do Feng shui na tua vida? O que resultou, o que não resultou?
No Feng Shui há por vezes a tentação de mudar a casa para mudar a vida. Por exemplo, perante um quarto cheio de tralha, impor a sua arrumação ou pedir a alguém que o faça, sem perceber qual o bloqueio interior na pessoa levou a que a tralha fosse colocada, não vai trazer resultados palpáveis e provavelmente vai levar a que num curto espaço de tempo a tralha volte para lá.
Há inúmeras situações em que funciona: no Feng Shui ligado ao Design de Interiores, a escolha de materiais de construção e uma decoração adequada ao que se pretende sentir em determinado espaço (mais yin ou mais yang); na Colocação de Fontes, em que a água em movimento dinamiza a energia do sector trazendo, por exemplo, oportunidades; no Feng Shui Simbólico em que é possível identificar a dinâmica de vida da pessoa a um nível mais interior.

Queres deixar algumas palavras para quem se interesse por Feng Shui?
O Feng Shui pode ser uma ferramenta fantástica de auto desenvolvimento, de melhoria da vivência da casa e também de dinamização de alguns dos aspectos práticos da nossa vida. Quem tem interesse deve passar dos livros para uma formação presencial, numa boa escola, em que possa aprender a base, o ‘porquê das coisas’, e não apenas as ‘receitas’ das quais os livros estão povoados. O feng shui aprende-se com os outros, aprende-se praticando, é um processo que eventualmente nunca estará fechado mas que vai permitindo, ao longo da aprendizagem a sua aplicação.

Das formações da Serpente da Lua® que participaste qual a que te fez mais sentido? Porquê?
Tenho estado a participar no Curso de Aprofundamento de Feng Shui Lunar. Na realidade o ciclo lunar, apesar de perceptível ao longo do tempo, não é o que me move. O Curso poderia ser de Aprofundamento de Feng Shui Simbólico, que no fundo é o que está a ser para mim.

O que tens incorporado na tua prática pessoal e profissional? (desenho emocional da casa, conceito de espaço emocional, simbologia pessoal, ciclos lunares ou femininos…)
Na realidade o que de mais importante o Curso me tem trazido tem sido a experiência prática de cada uma das energias do bagua e consequentemente um maior conhecimento sobre cada uma delas, uma noção mais vasta e mais profunda. Ao integrar essa experiência ela passa a ser usada para benefício pessoal e na ligação com os outros.