Suzana Mendes Courela da Saude(Consultora recomendada do Feng Shui Institute)
Fundadora da Courela da Saúde dedica-se ao Feng Shui, à Saúde e Bem-estar. Amante da Natureza, sensível à estética e equilíbrio, solidária para com os seres humanos encontrou no Feng Shui e na Astrologia Chinesa uma via para contribuir para um mundo melhor.

Nome: Suzana Mendes
Nome do projeto: Courela da Saúde
Website: http://www.coureladasaude.com
Email: coureladasaude@gmail.com

O que te fez interessar por Feng Shui?
Tive uma mãe pioneira no estudo e prática das ciências e vivências orientais. Desde a infância recebi os seus ensinamentos sobre Macrobiótica, o Tao, o Yin e Yang, a Medicina Tradicional Chinesa, I Ching, Astrologia Chinesa e a noção de interligação com a Natureza.
Quando saí de casa mantive os ensinamentos guardados e alguns hábitos, como continuar a comer arroz integral (naquela altura ainda eram coisas estranhas de se falar e fazer), mas segui um percurso bem distinto, “entrei no sistema” como dizia ela.
Até que um dia a crise do sistema lançou-me de volta ao que me era familiar e decidi dar ouvidos à intuição e conselhos de alguns e desenvolver os meus dons de cura, aprofundando os estudos em Medicina Tradicional Chinesa, elegendo a especialidade de Feng Shui que era a área da MTC que mais me cativava.

Como foste seguindo os passos da formação? O que te fez sentido e o que não?
Antes de decidir estudar Feng Shui a nível profissional, fui estudando uns livros e comecei a identificar diversas abordagens que me deixavam intrigada e cada vez mais curiosa para perceber os porquês. Escolhi o Feng Shui Institute em Inglaterra porque o programa era o mais apelativo e por ter uma abordagem do Feng Shui Clássico. O que mais me fascinou foi o caráter científico do Feng Shui, que reúne uma série de valências como a geologia, geomagnetismo, geografia, biologia, química, física, astronomia.
Há algumas práticas de Feng Shui que não fazem sentido para mim, mas desde que faça as pessoas felizes…

De que forma mudou a tua vida?
Essencialmente a nível profissional. Tive sempre muita dificuldade em fazer uma coisa só, tenho muitos interesses e com a prática de Feng Shui posso combinar todos os meus amores, a saúde, as ciências da Natureza, a estética e arquitetura e as pessoas. Obviamente que o resultado é um sentimento de realização profissional nunca antes experimentado.

Queres partilhar alguma história sobre a aplicação do Feng Shui na tua vida? O que resultou, o que não resultou?
Tenho imensas histórias para partilhar. Por exemplo, no auge do medo da crise, o negócio do pai dos meus filhos foi quase à falência, nem tanto pelo decréscimo de cerca de 70% do volume de negócios, mas principalmente porque os clientes deixaram de pagar. Tinha terminado o curso e, cheia de convicção tracei um plano de “salvamento” munindo-me também dos preceitos do Feng Shui para potenciar os resultados pretendidos. Um dos muitos resultados alcançados foi conseguir vender, em apenas 3 meses, o apartamento onde vivia por um preço justo (supostamente acima dos valores do mercado imobiliário que desvalorizava vertiginosamente), a um senhor português que trabalhava na China. Coincidência? O Feng Shui quando bem praticado é realmente fantástico. Claro que ainda tenho desafios e há sempre qualquer coisa nova para aprender.

Queres deixar algumas palavras para quem se interesse por Feng Shui?
Nem sempre é fácil traduzir esta ciência antiga oriental de forma simples, mas costumo usar o trigrama como exemplo para que as pessoas possam perceber melhor como o Feng Shui pode potenciar e melhorar as condições gerais de vida. Um trigrama é uma representação gráfica de três linhas sobrepostas: a linha de baixo é a Terra, a do centro o Homem e a de cima o Céu. O Homem (simbologia, emoção, intuição) está sempre em interação com o Céu (Astrologia – Tempo) e a Terra (Feng Shui – Espaço). O Feng Shui que combina Tempo e Espaço é um potenciador ao desenvolvimento humano. Quando estas 3 forças energéticas estão em sintonia há mais equilíbrio, saúde, prosperidade e, consequentemente, felicidade. Vale a pena conhecer melhor, experimentar ou estudar caso queiram seguir a via profissional, principalmente os arquitetos para que evitem desenhar casas “patológicas.”

Das formações da Serpente da Lua® que participaste qual a que te fez mais sentido? Porquê?
Nunca tive o prazer de participar de uma formação, mas desde que comecei a praticar Feng Shui e a conhecer um pouco o meio, senti logo uma grande afinidade pela Serpente da Lua e a sua abordagem do feminino. E por isso, agradou-me imenso esta iniciativa da qual tenho muito gosto em participar.

O que tens incorporado na tua prática pessoal e profissional? (desenho emocional da casa, conceito de espaço emocional, simbologia pessoal, ciclos lunares ou femininos…)
Suponho que esta pergunta venha na sequência da anterior, que não posso responder com rigor terminológico e prático, mas embora use outra terminologia e até metodologia, integro as emoções, os padrões psicológicos, a simbologia, a intuição, os ciclos lunares e tanto mais na minha prática pessoal e profissional.