IMG_0145_1(Aluna da ENFS e FSLunar)

Aluna dos 3 anos do curso curricular na ENFS.

Nome: Mónica Araújo
Nome do projecto: Espaço-Puro Feng Shui
Email: a.monica.ar@gmail.com

O que te fez interessar por Feng Shui?
Na verdade o Feng Shui sempre aconteceu naturalmente na minha vida embora eu não soubesse na altura do que se tratava.
Desde que tenho a memória presente existe em mim uma vontade inexplicável de me ir analisando e libertar os objetos, roupas e cuidar dos meus espaços.
Muitas das vezes tinha alguma dificuldade em compreender porque é que os outros não agiam da mesma forma pois para mim era algo lógico e natural.
Por outro lado tenho uma paixão por casas e por decoração, e as revistas sobre estes temas sempre fizeram parte das minhas leituras.
Mais tarde na faculdade ponderei seguir o curso de design de interiores, mas acabei por optar seguir a especialização em design gráfico. De qualquer forma o “bichinho” das casas foi ficando.
O Feng Shui propriamente dito surge mais tarde, em 2008, após uma consulta. Depois de ter ficado a saber onde se localizavam os diferentes sectores em minha casa comecei a entrar num diálogo natural com ela e percebi desde essa altura o quão poderosa é esta ferramenta na nossa auto-descoberta e auto-transformação.
Só recentemente, depois de estudar Feng Shui e ler muitos livros sobre esta matéria é que comecei a validar o que sempre me surgiu naturalmente.

Como foste seguindo os passos da formação? O que te fez sentido e o que não?
Em 2009 fiz uma formação sobre Feng Shui que foi bastante útil para saber mais sobre cada sector e aplicar estes conhecimentos na minha própria casa.
À medida que fui experienciando comigo e com alguns amigos comecei a sentir cada vez mais a magia desta arte.
Nesta altura começou a fazer sentido aprofundar esta matéria de uma forma mais completa e profissional. Foi então que decidi entrar para a escola Nacional de Feng Shui, em 2012.
Mas foi na aula da Sofia Batalha que senti que as peças do meu puzzle se encaixavam e todo o meu percurso pessoal e profissional de repente fazia sentido.
Decidi então entrar para o curso de aprofundamento em Feng Shui Lunar da Serpente da Lua e tem sido uma verdadeira viagem.
A abordagem mais psicológica do Feng Shui é sem dúvida o que mais me faz sentido. Conseguir interpretar as pessoas através dos seus espaços e poder ajuda-las nos seus processos evolutivos é algo mágico para mim.
O que menos me agrada talvez seja saber que o Feng Shui é a maior parte das vezes conotado como um esoterismo, quando na verdade é assente em conhecimentos ancestrais e milenares, tem a ver com energia sim, mas que é explicada pelas leis da física, e é também uma arte fundamentada pela psicologia.
Para mim é sem dúvida uma poderosa ferramenta que nos permite aceder à linguagem do nosso inconsciente que nos é revelada através espaços que habitamos, em constante mudança.

De que forma mudou a tua vida?
Tomar consciência dos meus bloqueios através da minha casa tem me ajudado a avançar na vida de forma mais consciente, mais fluida e mais harmoniosa, em sintonia comigo mesma e com o que me faz sentido.
Fazer as mudanças necessárias em mim e na minha casa em simultâneo permitiu-me acelerar muitos processos pessoais que de outra forma teriam levado anos, e assim dar alguns passos em frente.

Queres partilhar alguma história sobre a aplicação do Feng shui na tua vida? O que resultou, o que não resultou?
São algumas :P
Tive uma experiência na casa de uma amiga a quem aconselhei algumas arrumações e mudanças na casa 3, o sector da família. Era seu desejo engravidar e aumentar a família e não estava a conseguir. Depois de transformar esta zona da casa acabou por engravidar.
Mas posso contar também uma experiência pessoal recente e muito marcante sobre uma mesa de vidro que eu tinha na casa 7, a zona que representa o futuro. Eu adorava a mesa, mas de certa forma comecei a sentir que esta ocupava demasiado espaço em minha casa. Por outro lado eu não conseguia avançar com os meus planos para o futuro inexplicavelmente. Depois das aulas da Sofia fiz algumas mudanças simbólicas e em simultâneo decidi colocar a mesa à venda no OLX. Surgiu entretanto um comprador que a viu em bom estado, gostou e combinamos então o negócio. Posso dizer que no dia em que o comprador veio busca-la, assim que a mesa saiu da minha porta da minha casa explodiu literalmente em mil pedaços no elevador. O que é certo é que a mesa simbolicamente representa a união da família, e eu tinha estado a fazer as mudanças nos sectores correspondentes, pois sabia que algo relacionado com a minha família me impedia de avançar nos meus projectos. Desde esse dia que os meus projecto, que pareciam nunca mais avançar, começaram a fluir de forma rápida, simples e fluida.

Queres deixar algumas palavras para quem se interesse por Feng Shui?
Gostaria de deixar o bichinho para começarem a prestar atenção ao que a vossa casa revela sobre vocês mesmos. Irão ficar surpreendidos.

Das formações da Serpente da Lua® que participaste qual a que te fez mais sentido? Porquê?
Estou a terminar curso de aprofundamento de Feng Shui Lunar e fiz os 3 níveis de Feng Shui Simbólico integrados no curso profissional da Escola Nacional de Feng Shui.
Não consigo referenciar apenas um deles pois todos eles para mim me têm trazido valiosas ferramentas para a minha transformação pessoal e vida profissional, e no meu entender complementam-se uns aos outros.

O que tens incorporado na tua prática pessoal e profissional? (desenho emocional da casa, conceito de espaço emocional, simbologia pessoal, ciclos lunares ou femininos…).
Acredito que um bom consultor é aquele que aprende também pela sua experiência no seu próprio processo de transformação.
Tenho desenvolvido o Feng Shui Simbólico tanto na minha prática pessoal, agindo simbolicamente na minha casa de acordo com o meu processo de transformação, e faço os registos lunares e femininos que me ajudam dum entendimento melhor sobre mim mesma e os meus ciclos.
Uso também em consultas fazendo a análise do desenho emocional da casa e da simbologia pessoal dos objectos nas casas, e sugiro sempre que possível as alterações que me parecem adequadas a cada consulente no momento da consulta.